Desabafo de uma MAGRA…

(Por Érica Catarina Pontes)

Começando a conversa não é pq a mulher é magra que é super feliz, realizada e de bem com seu corpo, as que não são magras podem pensar assim, mas qual a magra q nunca recebeu um apelidinho na escola do tipo “Olivia Palito”, “Magrela”, “Vareta”… Quando eu era adolescente usava uma calça embaixo da outra pra não me sentir tão magricela, mas mesmo assim ainda me sentia uma “magrela horrorosa”, não usava shorts, não usava mini saia, não usava e ainda não uso legging ou seja nada q mostrasse os “cambitos” (rs), embora algumas pessoas não acreditem, mas eu MORRIA DE VERGONHA de ser magra. E claro q sempre algum infeliz  fazia uma piadinha, um comentário maldoso, fazendo com q eu me sentisse pior ainda, se fosse hj em dia diria q eu era uma vitima de  “bullying”… ahahahaha

O fato é que eu fui ficando mais velha, amadurecendo  e continuei sendo MAGRA!!! rs…  Nunca fiz dieta na vida, não fico só comendo alface, e muito menos regulando a quantidade de doces que vou ingerir, como de tudo, mas não tenho “gula”, não vou comer 3 chocolates se já estiver satisfeita com 2… rs…  Nem toda magrinha vive em constante dieta ou se acha gorda e muito menos vai vomitar no final de cada refeição. Generalização só deprecia e diminui a importância de um problema tão sério.

Eu uso manequim 34, 36 e posso dizer é um SACO pra achar roupa, a maioria das calças não servem ou não tem numeração pequena, as blusas, vestidos, etc, pequenos são raríssimos, parece q fazem uma peça de cada…  Continuo não usando legging, e nem certas roupas que marquem demais o corpo pra não parecer um “palito equilibrado… kkkkkkk completando, não posso doar sangue, pois é, não posso, pois nunca cheguei nem perto dos 50 kg.

E ainda digo mais… Experimente perguntar a alguns homens: Quem você acha mais bonita uma mulher provida de peitos, pernas, bundas grandes ou  de uma mulher magra tipo Adriane Galisteu? Pode acreditar que a maioria vai responder Mulher Jaca, Abobrinha, Melancia, qualquer fruta que lembre um tipo “gostosona”. Esse padrão Adriane Galisteu é algo restrito ao mundo perfeito que só existe nas publicações e passarelas. E principalmente, a mulher magra é mais apreciada por outras mulheres do que pelos homens. Por isso, meus amigos eu posso dizer uma mulher magra, não vive em mundo de fantasias onde é desejada por todos, muito pelo contrário… o que mais se escuta é “Nooooosa, muito magrinha” !!!!! Como se isto fosse um defeito de fabricação.

Hoje em dia, com meus mais de “inta” anos…rs… administro as “piadinhas maldosas“, fazendo piada primeiro (boa tática…rs), mas confesso q diversas vezes tenho vontade de mandar para aquele lugar (rs), porque pense comigo, escutar as mesmas observações e piadinhas por mais de 30 anos é no mínimo um exercício de paciência diário.

Creio eu que serei uma velhinha magra (rs) então não tem jeito o importante é SE ACEITAR e apertar o botão do “fod…” para certas pessoas q insistem em comentar o óbvio ! rs  Na verdade o que conta é perceber quais são suas qualidades na “magreza” ou na “gordice” e saber administra-las de forma que elas se tornem muito mais importantes e atrativas do que simplesmente sua “forma física” !!!! 😉

Um beijo da MAGRA !!!! ahahahaha

Autoretrato Érica Catarina Pontes

Anúncios

35 comentários em “Desabafo de uma MAGRA…

  1. AMIGAAA…vc é gata demais uai…magra ou gorda somos lindas!!!! Vamos todas ligar o botão do fodas, assim somos mais felizes e conseguimos despertar olhares de admiração e não de deboche né!!!

    bjos

    1. Uhhhh… baixinhas e magrinhas dominando o mundo! 🙂 ACHO DIGNO!!!! rs
      Mas tem todo um trabalho de aceitação pra chegar a falar sobre este assunto… Magra sim, complexada, NÃOOOOOOOOO !!!! rsrsrs

  2. Catarina querida !
    Sei que esse não é o tópico que você colocou em discussão, mas o seu tamanho e a sua “magreza” combinam demais com você. Uma mulher pequena por fora e enorme por dentro.
    Compartilho da sua opinião quando diz que não poder doar sangue é sua tristeza, pois esse ato é algo maravilhoso que, aqueles que podem e ainda não experimentaram, deveriam fazê-lo. É como doar um pedacinho da sua vida…
    Comprar roupas é uma saga muitas vezes pra você como é pra comprar lingerie e biquínis pra mim. A parte de baixo é do mesmo tamanho da de cima, porque o seio é grande…rs
    Mas o legal é aprender a tirar o melhor que você pode dessa condição e se divertir com ela…a vida fica mais leve e eu sei que, pelo menos na maior parte do tempo, você tira isso de letra.
    Beijoooo !

    1. Mayuiiiiiii !!! Como sempre escrevendo muito bem!
      Confesso q isso sempre foi uma coisa q queria escrever sobre, pois todo mundo só lembra das gordinhas e pensam q a vida das magrinhas é mil maravilhas…rs… Tudo tem o lado bom e ruim o lance é saber aproveitar e levar na esportiva, senão a a gente fica paranóica !!! rs
      Obrigado por ter escrito aqui, A-DO-RE-I !
      Uma beijoca

      1. É isso aí, Catarina!!! 🙂 Minha sugestão: que tal criar um post voltado/direcionado especialmente para as GORDINHAS? (elevando-lhes a auto-estima, mostrando a importância e a nobreza do gesto de doar sangue, e que ELAS neste ponto são mais privilegiadas que as magrelas. 🙂 E mostrando-lhes que, se todo mundo tivesse peso baixo, não haveriam doadores de sangue… e qualquer um de nós pode precisar um dia de uma transfusão, não é verdade?)

        Certa vez” joguei ideia” numa menina que conheço – que se sente insatisfeita com o peso (que é maior do que ela gostaria), mas que se revelou doadora regular de sangue. Eu disse-lhe: “-Pense no quanto você pode ser útil, doando sangue, já que você tem peso para tal (ela tem peso mais que suficiente não só para doar sangue, mas também para plaquetas)… e quanta gente gostaria de doar, mas não tem peso suficiente?”
        Notei que a menina gostou do comentário, e sentiu-se valorizada.
        Então… fica a dica aí!!! 🙂 Tenho certeza de que, se essa abordagem for feita e for amplamente disseminada, muitas meninas e mulheres mais “cheinhas” com potencial para serem doadoras de sangue terão aquela “levantada” na auto-estima, sentindo-se úteis – e, em vez de se torturarem com padrões estéticos disseminados pela mídia, vão passar a se orgulhar do seu corpo, aceitá-lo e entender que aquele peso “a mais” acaba sendo um diferencial na hora de fazer boas ações, como doar sangue!!! 🙂

        Beijocas!!! :-*

  3. Nega seja feliz! isso que importa. Acho vc lindaaaa de corpo e alma. beijão fique com Deus

  4. Amiugaaaaaaaaaaaaa posso escrever o desabafo de uma gordinha?? rs
    Ow amiuga, nem todo mundo gosta do que vê no espelho não é verdade?? mas o fato é que a personalidade feminina nunca fica satisfeita com esta imagem, fofura é igual cabelo, quem tem cacheado quer liso e quem tem liso quer cacheado!!!
    Amo sempre o que escreve … filosofia pura adorooooooooooooooooo
    Posso compartilha também um desabafo tipo: um rivotril em meu corpo sem me fazer dormir rsrsrsrs

    1. Ahahahahahaa só vc mesmo amiuga… Mas é isto ai, sempre magra, fazer o que não tenho como mudar… e o pior é que qndo fico ansiosa adivinha ?!??! rs… Ao invés de engordar, continuo magra !!! ahahahahah

  5. Olá colega! Eu te entendo perfeitamente! Há quem diga que somente as gordinhas sofrem de preconceito, mas na adolescência a condição de magreza pode acarretar efeitos devastadores durante a idade adulta… Eu aprendi aos poucos ministrar esse “problema” mas ainda não sinto muita satisfação em ser magra. É realmente frustrante entrar em várias lojas até encontrar algo que lhe caia melhor( quando encontra)! Como vc disse, o importante é estar com saúde. Não sou anorexa, e sim magra de ruim, comer realmente não é o problema! E tenho esperanças de engordar, pois se é um fator genetico devo me espelhar em minha mãe que era igualzinha a mim e hoje engorda até se engolir vento! Abraço!

    1. Certamente o importante é se aceitar o resto a gente encara !!!! Mas meus ossinhos da bacia continuam me incomodando !!!! ahahahahah… Mas tudo bem, melhor eles do que um barrigão saindo pra fora da calça ! rsrsrs

  6. Adorei! e realmente, quem ta um pouco acima do peso sempre acha que …’ah se eu fosse magra, seria tão mais feliz comigo, etc..’ e não percebemos que a magreza tem la suas desvantagens..Mas vc é linda! beijos!

    1. Tudo q é extremo é ruim né, tanto pra mais qnto pra menos… Mas também tudo é uma questão de se aceitar, e a beleza vem de dentro pra fora! 😉
      “Brigada” Flor !
      beijocas

  7. Grande trauma da minha vida! Apenas eu sei o quanto sofro com isso..algo q esta acabando com minha vida em tds os sentidos,n conto meu problema as pessoas pq tenho vergonha..nao uso saia..vestido…apenas calcas jeans,tem coisa pior?vou confessae algo terrivel.. uso 3 calcas por dentro,nao saio p festa,n estudo..n trabalho..estou perdendo minha vida.sabe..tem dias q entro em desespero..ja pensei tanta coisa ruim.. eh um verdadeiro drama em minha vidatenho 26 anos,1,65 e peso 43 kg.tenho vergonha de ir a academia pois n uso calca de malhar..ja tomei varios remedios e de nada adiantou..meu Deus sera q existe solucao p meu problema ?

    1. Terapia !!! E não é brincadeira não, terapia é uma boa pq entendemos e aceitamos certas coisas e ai tudo flue naturalmente… é sério ! Eu faço terapia pq tive depressão não com relação a ser magra ou não, mas deprimida eu perdi a vontade de comer e ai piorou mais ainda… depois da terapia as coisas vão entrando nos eixos… claro q tem q ser uma boa terapeuta senão nada resolve…
      A maior parte das vezes somos nós q criamos os problemas e ter uma pessoa q nos ajude a entender isso faz toda a diferença !
      Bjos

  8. gostei do texto.
    revela uma mulher madura, sensível e de muito bom humor!
    a beleza está nos olhos de quem vê.
    vc érica, é uma magricela muito gostosa! 😉

    1. 😀 Tutyyyy !!!! Fico feliz em saber q consigo transmitir bem na escrita o que se passa nesta cabeça maluca e neste coração descompassado… rsrs

      “Magricela gostosa” é novidade !!! ótimoooooooo !!!! ahahahahahahahaha

  9. Finalmente um post que permeie as dificuldades de ser magrinha e pequena nesse mundo voltado pras mais cheinhas. Muito bom encontrar um texto que fale sobre biotipo e eu me identifique. O mais engraçado é que expressões como “olha como é magrinha” “você parece mais nova” “precisa engordar” são socialmente aceitáveis até entre pessoas que mal se conhecem, enquanto “você está engordando” é visto como uma forma rude de falar até mesmo entre amigos. As magrinhas também sofrem ao comprar roupa e tem seus problemas com o corpo. rs Bom ver que não estou sozinha nessa. Parabéns pelo texto

    1. Não esta sozinha mesmo !!! 😀
      Dificuldade em comprar roupa sempre, pq devem fazer duas peças de cada tamanho “PP” e qndo eu chego alguém ja comprou !!! ahahahah… Mas são coisas q a gente aprende a lidar com o tempo, o importante é se manter saudável e aprender a lidar com as “piadinhas” de gosto duvidoso, que nunca mudam !! Haja paciência !!! rsrs
      Obrigada pela visita e pelo comentário!
      Bjks

  10. Passo pelo mesmo ”problema” com uma pequena variável: tenho 18 anos.
    Mas tenho certeza que continuarei com esse (literalmente) corpinho pro resto da vida.
    Já tive problemas com meu corpo. Sentia vergonha, me achava feia e até evitava sair por ser tão magra, lembro até que fiquei três anos sem saber ou querer saber o meu peso. Hoje em dia, meu manequim é 36 e só consegui chegar até aqui com muita luta. É bom encontrar pessoas que passam/passaram pelo mesmo desconforto dessa magreza incurável (risos). Acredito que eu tenha encontrado vantagens no meu corpo assim, vejo que é um dos aspectos que gritam a minha personalidade.
    Adorei o seu trabalho, um beijo enorme da outra magra.

  11. haha adorei 🙂
    Eu tbm visto 34-36 consegui deixar um pouco o tam 34 devido a academia e alguns remedios para aumentar o apetite, ainda sofro do complexo de magreza, principalmente qndo vejo minhas calças caindo kkkkkk … mas… fazer o que ?
    realmente nao achamos roupas, ou seja temos q apelar para costureiras darem uma mãozinha … Me identifiquei com vc pq eu como que nem pedreiro e NUNCA cheguei nos 50 kg, tbm não vou doar sangue … Mas enfim coloquei na minha cabeça as magras são chiques e poderosas … as desejadas 😉

    1. Hoje com 35 anos eu ja não tenho mais tantos problemas com minha auto imagem, só queria ter umas perninhas mais sarada, mas que mulher não quer mudar alguma coisa ?!?! rsrsrs

      Eu não me peso faz mais de um ano mas devo continuar nos 40 e poucos, bem poucos quilos… kkkkk… Parei de me pesar assim não fico encanada com isso ! ahahahha

      Beijocas e obrigada pela visita. 🙂

  12. Faço minha as sua palavras, Érica. Me senti inteiramente representada no seu desabafo. Muita gente não entende que ser muito magra nem sempre é uma questão de escolha, e que isso realmente é um “problema” pra algumas pessoas. Agora mais perto dos trinta anos, tenho conseguido me libertar de alguns preconceitos que tinha sobre a minha própria aparência, mas confesso que nunca consegui usar uma saia, short ou qualquer peça de roupa que mostre minhas pernas.

    1. Oi Thaís ! Obrigada pela visita aqui !
      Então, eu estou com 35 anos agora e continuo MAGRA ! ahahahahaha Agora já não tenho tantas encanações, MAS continuo com uma tremenda dificuldade em achar roupa que me sirva, principalmente calça jeans é sempre um drama, raramente acho o modelo que quero do meu tamanho, sempre sobra pano !! rsrs Tirando isso, com o tempo a gente aprende a administrar a situação. 🙂

      Beijos

  13. Adorei seu post..disse exatamente como eu me sinto amiga!
    Meu caso é que tenho 17 anos..sempre fui magra e sofri com piadinhas..agora não sofro tanto..o problema é comigo mesma…eu tava malhando e ficando mais fortinha..mas tive que parar pois estou fazendo vestibular..ai sou muito complexada..sou mt vaidosa mas me sinto afetada quando falam do meu peso e me usam como referencia de magra tipo:”aah fulano é magro igual a ela ” .minha familia não entende.só minha irmã que conversa cmg e fala que isso é bobagem e vai me ajudar quando eu tiver tempo pra malhar com ela.ja pensei em tomar de tudo…enfim,só não posso entrar numa depressão né? Bjssss negaaa

  14. Oi, bom eu tenho 1,65 e 55 kilos, magra ñ em excesso mas magra ! Eu sempre gostei de usar legging mas parei porquê na escola eu sou vítima de muitas piadinhas maldosas.Eu fui uma criança gordinha e sofri por ser gordinha, quando entrei na adolescencia emagreci criei corpo, pensei que meua dias de bulliyng acabariam ali, sem saber que era apenas o começo :/ tenho uma amiga gordinha,todos os garotos acham ela linda e “gostosa” por ter o corpão (ai que fica a duvida magra ou gorda ?) Os mesmos garotos dizem que sou magrela e por isso sou feia!

  15. Meu Deus me identifiquei com tudo que você disse,
    Eu tenho 18 anos, 1.60m e peso 46 kg
    é horrivel para eu achar roupas tambem visto 34 e 36 e as vezes ainda tenho que apertar
    estou tomando remédio para engordar já tem um mês e ainda não sai dos 46 rs
    Mas te achei Linda, e nem parece ser tão magrinha assim 🙂

  16. Ah esqueci de falar, me chamam de tripa seca 😥 rs

  17. Você é linda,eu tbm sou muuuito magra,tenho 1,58 e 41 kg!
    as vezes eu encano com meu corpo,me acho feia,magrela,parece que nada fica bom e bate uma revolta com a vida,por que s meninas de 13,14 anos tem um corpão e eu com 18 sou assim,magrela.. as vezes acho com,pelo menos tenho a barriga lisinha,posso comer o tanto que eu quiser,doces e refrigerante que eu amo,e não engordo. haha *-* Enfim,somos lindas mesmo magras,eu procuro me amar como sou. bjos

  18. Olá, meu nome é Marianna tenho 13 anos e peso 45 kg. Eu sou magra e alta e isso me impede de usar shorts, vestidos, saias, roupas me mostram mais… rs eu tenho sempre alimentações muito saudaveis mais não consigo engordar de maneira alguma nunca sai dos 45kg, me sinto inferior a muitas meninas da minha escola por elas terem corpo e serem bonitas e eu ser magra e alta! Minhas amigas dizem que eu tenho corpo que elas gostariam de ter e que é bobagem eu pensar desta maneira e talz mais tudo que elas falam pra mim é em vão me sinto mal perante muitas meninas, e não á nada que me faça trocar minhas calças jeans por shorts, vestidos, saias entre outros gostaria muito de sair na rua e me sentir segura no meu corpo mais só me sinto inferior e nem converso com o menino que estou afim por medo dele me achar magra de mais e eu acabar me sentindo mal por ele ficar com alguém que tenha mais corpo que eu! Galera sei que é bobagem, mais me sinto muito mal!

  19. Nossa! Já passei por essas coisas também. Visto tamanho 34, e sempre que não acho roupa que dê em mim escuto: vai comprar roupa em loja infantil, magrela!
    É verdadeiramente um saco! A vontade de mandar pra mal lugar é muito grande. E se não aceitamos a “brincadeira” ainda reclamam. Hoje, aos 21 anos ainda uso uma legging por baixo de algumas calças. Pensei que só eu fazia isso. Já não me sinto TÃO mal.
    As pessoas acham que dizer que somos magrelas, que não podemos sair na rua quando está ventando ou dizer: cara, você engordou…. 1 grama! E rir, faz com que a gente se sinta bem.
    “Ah se eu tivesse um corpo como o seu”
    Teria os mesmos complexos que eu! Mas acham que não!
    “Gente magra fica bem com QUALQUER roupa”
    Não sei em que mundo. Difícil achar até uma calça jeans que caia bem. Minha vontade é de tomar remédio para engordar, mas tenho medo.
    Como de tudo, não engordo de ruim. Queria chegar pelo menos nos 50 kg! Já tive crises de choro por conseguir ver alguns ossos em mim, q não vejo em quase ninguém. É realmente triste. Ninguém sabe como é, e acham q fazer piada não resulta em nada, pq sou magra.

Os comentários estão encerrados.