Robert Capa…

Endre Friedman (1913-1954). Judeu, aos 17 anos, exilou-se em Berlim fugindo da fúria antissemita. Em 1933, após a ascensão de Hitler à Chancelaria, fugiu para a França. Em Paris, adotou o pseudônimo americano de Robert Capa para driblar o antissemitismo; conheceu a fome; viu sua companheira, a também fotógrafa de guerra Gerda Taro, morrer atropelada por um tanque enquanto cobria a guerra na Espanha e fotografou a chegada por mar das tropas americanas na costa francesa da Normandia, em junho de 1944, o famoso Dia D.

Capa cobriu de perto, o mais perto possível, cinco guerras. Tornou-se famoso graças ao trabalho que realizou na primeira, a Guerra Civil Espanhola, em 1936, virou uma lenda com as fotos que fez na Segunda Guerra Mundial, entre 1942 e 1945, e perdeu a vida ao pisar numa mina, em 1954, acompanhando o Exército francês na Indochina.

Em 1947, os fotógrafos Robert Capa, Daniel Seymour, Henri Cartier-Bresson e George Rodger fundam, nos Estados Unidos, a agência cooperativa Magnum Photos. Nela trabalham os principais nomes do fotojornalismo mundial, entre eles o norte-americano Eugene Smith, o suíço Werner Bischof e o brasileiro Sebastião Salgado.

Anúncios