{Goiás} As Cavalhadas em Pirenópolis

Estive em 2015 na cidade de Pirenópolis – Goiás para conhecer e fotografar as famosas “Cavalhadas”, vi as fotos deste evento em alguns livros sobre cultura popular brasileira e sempre tive curiosidade tanto de conhecer a cidade quanto de ver todos em festas durante estes dias. As cavalhadas ocorrem no período da Festa do Divino que acontece 50 dias após o Domingo de Páscoa.

ERI_5219
Centro Histórico de Pirenópolis – Goiás
Centro Histórico de Pirenópolis - Goiás
Centro Histórico de Pirenópolis – Goiás

O que é a Cavalhada ?Cavalhada é uma celebração portuguesa tradicional que teve origem nos torneios medievais, onde os aristocratas exibiam em espetáculos públicos a sua destreza e valentia, e frequentemente envolvia temas do período da Reconquista. As cavalhadas recriam os torneios medievais e as batalhas entre cristãos e mouros, algumas vezes com enredo baseado no livro Carlos Magno e Os Doze Pares da França, uma coletânea de histórias fantásticas sobre esse rei. No Brasil, registram-se desde o século XVII e as cavalhadas acontecem durante a festa do Divino, nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil.

  • As Cavalhadas de Pirenópolis do município de Pirenópolis, em Goiás,  a festa inclui também personagens Mascarados (folclore) que representam o povo. Vestindo roupas coloridas e montando cavalos enfeitados, eles saem pelas ruas a galope, fazendo algazarra. A encenação dura três dias, cada um deles com uma batalha. Ao final, os cristãos vencem os mouros, que se acabam convertendo ao cristianismo.
    Fonte: Wikipédia

ERI_6251 ERI_6225 ERI_6026 ERI_6018ERI_5535 ERI_5995 ERI_6238 ERI_6240
Quem são os Mascarados? Outra grande atração da festa são os Mascarados, ou Curucucús, irreconhecíveis com suas roupas coloridas.  Sozinhos ou em bando, os Mascarados tomam conta das ruas, anunciados pelo barulho das polaques que penduram nos pescoços dos cavalos.

Dotados de grande visibilidade, mas protegidos pelo anonimato, eles podem “tudo”: pedir dinheiro, dançar, pular, brincar, flertar, gracejar… não há requisitos para se sair de mascarado, a não ser o uso de máscaras e a vontade de brincar.

Representando o povo através de sua espontaneidade, eles brincam com todos não só no Campo das Cavalhadas (Cavalhódromo), mas também pelas ruas e bares da cidade.
Fonte: pirenopolis.com.br

ERI_5601 ERI_5594 ERI_5605ERI_6156ERI_5640 ERI_5674 ERI_5676

Quem Sou: Érica Catarina Pontes – Fotógrafa
Onde fiz estas fotos: Pirenópolis – Goiás
Onde estou: Guarulhos – SP
Meu trabalho: www.ericatarina.com.br

Anúncios